ago 10, 2013

Postado

Antoizim – missão cumprida

Antoizim – missão cumprida

Foi em um domingo 20 de janeiro, dia de São Sebastião. A Folia de Reis Estrela do Oriente, a Folia da Maú, estava fazendo sua Festa de Entrega da Bandeira. Tinha acabado de sair da casa de dona Fátima, lá no bairro Nova Leopoldina. O palhaço ia fazer sua última brincadeira, não daquele final de semana, de sua vida. Nosso amigo Antoinzim se preparava para pendurar a farda de palhaço e encerrar a carreira de folião, após 34 anos, só de palhaço.
Após brincar noite adentro e amanhecer no Centro Espírita São Sebastião começava a brincar do lado de fora, já com o sol esquentando as moleiras. Cansado da noite anterior, começa bradando com o braço em riste:
“Eu estou aqui parado, tem um fusca perto de mim que tá todo escanhotado, igualzinho esse fusca eu também tô todo quebrado…”.
Antônio Sérgio Lopes Martins foi um dos fundadores dessa folia de Reis, pelo menos em sua mais recente organização, pois traz dos antigos a tradição. Foi ele quem ensinou a brincadeira ao palhaço Canarinho que é “shou de bola” na folia da Maú.
Grande mestre, sentiremos sua falta nas noites quentes e chuvosas, sentiremos falta de suas brincadeiras, mas sabemos que estaremos juntos nessa jornada da cultura popular que não sairá nunca de você. Antoinzim realiza uma mudança religiosa em sua vida, muda de caminho, sem mudar sua espiritualidade de folião e devoto do Menino.
Na folia aprendeu a tocar cavaquinho, viola, violão e sanfona, e também a conviver bem com as pessoas, e a construir amizades eternas.
No desfardamento do ritual do Perdão do Palhaço, deixa pelo chão lágrimas emocionadas com a sensação de uma missão cumprida. Escrevendo essas palavras e imagens presto ao amigo pequena homenagem com os olhos marejados de saudades.

Confiram os links assinalados acima para saber mais sobre Folias de Reis e seus Palhaços.

Deixa um Comentário